Taj Mahal, uma história de amor…

O Mais fascinante mausoléu do mundo definitivamente não poderia ser um e sim dois…. Esse era projeto do Imperador Shah Jahan, construir dois mausoléus, o que foi construído, o atual Taj Mahal, todo em mármore branco para a esposa e do outro lado do rio seria construído um idêntico de mármore negro para quando ele morresse. Cercado de uma história de amor e dor, é parte de um romance que qualquer ser humano fica apaixonado por sua história. Ao dar a Luz ao 14º filho, Aryumand Banu Begam, a mãe Mumtaz Mahal, a qual era carinhosamente chamada de a jóia do palácio, faleceu  e em sua homenagem, mandou construir o TAJ. Conhecido como a maior prova de amor do mundo, é uma obra que contem além de fios de ouro, pedras semi preciosas.

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Sandra Savi e Alfredo Savi com grupo da SS Viagens na Índia em Janeiro de 2015

Suas linhas simétricas, vastos jardins, espelhos d’água e projeto deixam qualquer visitante deslumbrado. De longe se vê uma grande cúpula e muitos minaretes e a superfície parece uniforme, de perto percebem-se motivos florais, feitos com pedras coloridas incrustadas, e belíssimas caligrafias em árabe, um trabalho que demandou os esforços de milhares de artesãos e trabalhadores vindos de todo o mundo islâmico.

IndiaAlfredo 583

Alfredo Savi

IndiaAlfredo 590

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Antes do termino em meados de 1657, Shah Jahan ficou doente e seu filho aproveitou de sua fragilidade para encarcerar seu pai e ocupar o trono,  assumiu o poder se declarando imperador de Bengala. Shah Jahan permaneceu em cativeiro até sua morte em 1666. Dizem que ele passou os últimos dias de sua vida olhando fixamente em um pequeno espelho o reflexo do Taj Mahal, e morreu com o espelho em sua mão. Ele foi enterrado no Taj Mahal com a esposa que ele nunca esqueceu.

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

IndiaAlfredo 622

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

IndiaAlfredo 665

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

Taj Mahal Foto: Alfredo Savi

DICA

Ao chegar tão logo os portões se abram, o visitante terá duas vantagens. Uma, a óbvia, é evitar as grandes aglomerações de turistas, como já citamos. A outra é ver o espetacular monumento banhado pelo sol da manhã. No começo, ele é quase rosado, depois, conforme a manhã progride e o sol se revela mais brilhante, o Taj Mahal torna-se amarelo e, finalmente, alvo e deslumbrante.

Uma vez por mês o Taj Mahal abre durante à noite, é a noite de lua cheia. Todas a luzes são apagadas e o mármore brilha à luz da lua.

Namastê!

Planta Taj Mahal Fonte: Guia do Estudante da Editora Abril

Planta Taj Mahal
Fonte: Guia do Estudante da Editora Abril

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s