Desfrute das especialidades do Vale do Loire…

Outubro 2012: Cheguei em Paris, o tempo chuvoso comum neste período do ano. Logo peguei um ônibus que me levou a cidade de Sancerre, no vale do Loire,  região reconhecida pela Unesco como patrimônio mundial, é também conhecido como o Jardim da França. Com uma envolvente e espetacular paisagem verde exuberante, esta região coleciona uma herança cultural incomparável que pode ser comprovada pelos 300 castelos espalhados pela região.

DSC_3955

Um dos castelos da região

Sancerre é Uma cidade histórica, famosa pelo vinho com mesmo nome. Fui a convite do governo francês,  do Diretor das Américas Sr. Jean-Philippe Perol,  que nos recebeu com uma simpatia única para visitar e conhecer a região onde o forte é o enoturismo e o turismo gastronômico.

Bourgueil, Chinon, Vouvray, Cheverny, Sancerre, são alguns dos variados vinhos que a região do Loire oferece. De Touraine a Sancerre, as vinhas do Loire são ricas em vinhos excepcionais que se destacam pela variedade e autenticidade. São aproximadamente 1000 km de rotas para turistas conhecerem as diferentes vinícolas do Loire.

loire_valley_map

Mapa do vinho no Vale do Loire

Fomos a uma feira que se chama “Destination Vignobles”, um evento de cunho profissional, organizado pela Atout France, para promover os vinhedos franceses aos profissionais do turismo. Faz parte de um programa de promoção para aumentar a comercialização de “vinhedos e vinhos da França.” Criado em 2004, “Destination Vignobles ” é organizado a cada dois anos, no outono e cada edição em um vinhedo diferente.

Foram quatro dias em experiências fantásticas, visitas gastronômicas regadas a espetaculares vinhos franceses, encontros com produtores e operadores de turismo da França. As vinícolas impressionam com o alto padrão de ciência e tecnologia que geram milhões de euros em investimentos e empregos, junto com a alta gastronomia e o interesse dos turistas de aprender “in loco” os segredos da magia da enologia, faz a indústria cada dia mais forte comungando três prazeres da vida: comer, viajar, beber !!!

DSC_3878

Comer, beber e viajar!

DSC_3883

Comer, beber e viajar!

CSC_3880

Comer, beber e viajar!

Um tour muito famoso é o da colheita de vinho, onde o passageiro vai pela manhã, colhe as uvas, leva para o processamento e pode receber o vinho que ajudou na produção em casa posteriormente,  após conhecer todo processo o dia termina com um pic nic maravilhoso com os embutidos que exalam cheiros de seus temperos da Provence.

DSC_3778

Colhendo uvas para a produção

DSC_3796

Participando da seleção das uvas

DSC_3815

Adega

DSC_3774 DSC_3781

Não podemos falar do vale do Loire sem falar dos queijos. São maravilhosos!  A região é especialista em queijos de cabra, há mais de 30 tipos de queijos produzidos no “Jardim da França” e com exceção do Bondaroy, que é feito com leite de vaca, todos os demais são obtidos a partir do excelente leite de cabra que abunda no local. O Selles-sur-Cher, geralmente, é revestido com cinzas, para forçar a secagem da massa externa. Esse processo resulta em um contraste interessante entre a massa interna branca com a massa acinzentada do exterior. Embora consistente ao toque, o Selles-sur-Cher derrete-se na boca e um vibrante sabor de ervas percorre todas as papilas, até culminar num retrogosto caprino e fresco.

DSC_4124

Queijo Valençay

DSC_3824

Queijo de Cabra de Valençay

Vídeo promocional do Vale do Loire! Para dar água na boca…

Anúncios

China; presente, passado e futuro! Beijin. Xian, Shangai.

Para quem tem vontade de conhecer, contrate um agente de viagem, tendo em vista para uma boa viagem é necessário que o deslocamento e a maioria dos passeios sejam sincronizados e pré reservados.

Vou falar de Beijin, Xangai e Xian o que é chamado de “main Land” (China Continental) , Beijin a China atual, Xian a China antiga e Xangai a China do futuro.

16 de Novembro de 2013: Chegamos em Beijin depois de 32 horas de viagem.  Logo ao chegar em Pequim ou Beijin  logo vi o que me esperava, tudo enorme e imponente como tudo na China! O terceiro maior país do mundo, é também o mais populoso.  O que impressiona logo na chegada é o aeroporto,  me deu a impressão  de abandono, não por estar vazio; ele foi projetado para atender a demanda dos próximos 20 anos, feito para durar e ser eficiente. O aeroporto é tão grande que um esquema de trem foi criado para ligar os terminais, o que parece ser um metrô de tão grande e perfeito.

Falando em números grandiosos, o país realmente extrapola quando se fala em exageros, pois lá que está localizada a única obra de todo o mundo que pode ser vista da Lua: a Grande Muralha. Na época da construção, os chineses garantem que foram erguidos inúmeros quilômetros de muro, no entanto, infelizmente, grande parte não existe mais.

Depois de uma noite bem dormida saímos para uma visita a cidade de Pequim.  O céu é sempre cinza e escuro devido a poluição. A Capital é uma cidade muito grande,  tem uma população de 19 milhões e voltada para a indústria e turismo. Segue algumas fotos da cidade.

Sede do PC Partido Comunista

767

Praça da Paz Celestial

Foi na Praça da Paz Celestial onde um estudante enfrentou sozinho uma fila de tanques de guerra  em 1989, vejam o video a seguir: http://www.youtube.com/watch?v=OvA-blNvSgY

A Cidade proibida, continua proibida. Na verdade só uma pequena parte da cidade é aberta a visitação, o nome, veio da cidade que somente o imperador sua família e serviçais tinham acesso.

633

Pátio interno da cidade proibida.

DSC_0236

Espetinhos de insetos vendidos nas esquinas de Pequim

DSC_0005

O famosos Pato Laqueado de Pequim

DSC_0348

Estádio Nacional de Pequim conhecido como Ninho da Pássaro

No segundo dia, o frio era de lascar e saímos cedo para o passeio a Grande Muralha da China. Provavelmente o lugar mais conhecido do país. A Grande Muralha possui mais de 8000 quilômetros de extensão, é possível conhecê-la em diversas cidades, mas boa parte dos turistas acessa a muralha através da capital Pequim.

DSC_0326

Grande Muralha da China e um frio de doer os ossos!

DSC_0067

Pequim

Comecei a perceber que as pessoas tiravam fotos minhas discretamente e aos poucos fui entendendo que com a nova classe média chinesa pessoas de províncias distantes e sem turismo somente viam pessoas loiras pela televisão e achavam aquilo o máximo,  me senti artista por alguns dias  🙂

Terceiro dia saímos para XIAN, a cidade dos soldados de terracota, diz a lenda diz que os antigos imperadores  reproduziam soldados de terra cota para uma vida pós morte  onde teriam a proteção  do exército que criasse em vida. As esculturas, que datam de aproximadamente do final do século III a.c., foram descobertas em 1974 por agricultores locais. Fui recebido e tive o livro autografado por um dos agricultores que descobriram as estátuas.

DSC_0365

Exército de Terracota em Xian, Guerreiros de Xian ou ainda Exército do imperador Qin

DSC_0370

Estátuas de Xian, as estátuas incluem guerreiros, carruagens e cavalos. Estimativas atuais são de que nos três poços que contêm o Exército de Terracota, havia mais de oito mil soldados, 130 carruagens com 520 cavalos e 150 cavalos de cavalaria, a maioria dos quais ainda estão enterrados nas covas nas proximidades Mausoléu de Qin Shihuang‎.

Não curto muito show de músicas típicas que são bem comuns em viagens. Porém o teatro imperial chinês tem um espetáculo em Xian que não se compara a qualquer outro. Vale a pena.

1131

Teatro Imperial Chinês em Xian

1133 - Cópia

Teatro Imperial Chinês em Xian

1123

Teatro Imperial Chinês em Xian

Finalmente chegamos a Fantástica Shangai, uma das cidades mais modernas do mundo. O contraste entre o novo e o velho, convivem em perfeita harmonia, a cidade é tão moderna que as principais vias de acesso são monitoradas para informar aos motoristas o movimento dos carros e intensidade de trânsito. Porche, Mac laren, Mercedes, BMW, Ferrari, Maserati são algumas marcas que possuem lojas das fábricas na cidade, são tantos milionários que já é o segundo maior comprador de Ferrari no mundo. Prada, Louis Viton, Chanel, Hermes são lojas que estão muito presentes na moda chinesa, tornando-se um  mercado importantíssimo para a moda, já que os novos milionários consumistas adoram ostentar roupas, e carros de marcas mundialmente conhecidas!

1314

Bairro francês em Shangai

1327

Bairro francês em Shangai

1204

O contraste entre o novo e o velho, convivem em perfeita harmonia

1308

Vista de Shangai

Trem mais rápido do mundo foi criado para ser um simples transporte entre aeroporto de Pudong ao centro, porém mal sabiam os chineses foi criado um dos mais interessantes pontos turistícos da cidade .

1380

Trem mais rápido do mundo foi criado para ser um simples transporte entre aeroporto de Pudong ao centro

Dicas de viagem :

Voar para a China  tem que ser via Europa ou Oriente Médio, ou Africa do Sul

Documentos:  Passaporte válido por 6 meses, visto antecipado na embaixada da China. Certificado de vacina febre amarela.

Seguro: Nunca vá sem um seguro de viagens.

Moeda: Iuan  cartões de crédito e traveller checks são pouco aceitos, a não ser em lojas maiores.

Roupas: O verão é muito calor e úmido faz muito calor.leve roupas leves e confortáveis. Já no inverno o frio é rigoroso e neva em muitas partes do território.

Gorjetas: São quase que uma instituição na China é uma cultura sempre dar uma gorjeta e um “agrado”as pessoas ao seu redor.

Comida : Mesmo deliciosa, é muito apimentada para nosso paladar Muito vegetal e molhos agre-doce.

Cultura: O povo Chinês é muito agradável adoram ser prestativos mesmo quando não entendem nada que você fala chamam um depois outro até alguém descobrir o que você precisa muitas vezes são engraçados e tímidos.

Segurança: É um país seguro mesmo os taxis normalmente não enrrolam turistas, procure no seu hotel uma cartilha que existe em inglês, frances, alemão e até espanhol como nome dos principais locais na língua escolhida e assim você somente precisa mostrar na sua língua a tradução está ao lado ..

Voltagem 220 v

Clima: evite  outubro a fevereiro e junho a agosto que são os meses mais quentes e frios.