Turquia

Falar desse país fantástico e mágico é falar de história, crenças, comércio e fé.

Istambul, maior cidade da Turquia, a quinta maior do mundo, é a única cidade localizada em dois continentes, na Europa e Ásia ao mesmo tempo. É também conhecida como Constantinopla do Império Bizantino e tem uma população de 13 milhões de pessoas, predominando os muçulmanos. Uma região que abrange um território importante politicamente e geograficamente.

O Mar de Marmara e o Estreito de Bósforo, que leva ao mar Negro, são os pontos mais importantes na região.

Os pontos imperdíveis que você deve visitar em Istambul  são:

– Mesquita Azul;

100_1753

 

– Santa Sofia;

115 (2)

 

– Cisterna (onde estão as cabeças das medusas);

100_1807

100_1813

 

– Palácios Topikapi e Dolmabaçe;

– Torre de Galata;

– Praça Takisin;

– Mercado Especiarias;

– Grand Bazar;

DSC03563

Loja típica Grand Bazar.

 

– Estreito de Bósforo.

Bósforo.

 

A moeda local é a Lira Turca.

O que mais chama atenção é o número de minaretes espalhados pela cidade (as torres que chamam as pessoas para fazer as orações diárias, cinco vezes ao dia). Mesmo sendo de maioria muçulmana, Istambul é uma das cidades de maioria islâmica mais tranquila e cosmopolita.

As mulheres não sofrem qualquer tipo de assédio (como muitas me perguntam), porém os Turcos são machistas e galanteadores. Não se recomenda ouso de roupas cavadas, de alcinha e muito curtas, para não gerar polêmica. Nas visitas às mesquitas se exige roupas com mangas e calças, não sendo permitido roupas curtas como shorts e mini saias.

Quatrocentos e cinquenta quilômetros é a distância entre Istambul e a capital Ankara. O trajeto pode ser feito de avião ou de ônibus e você pode passar em algumas cidades como Pamukalle e Konia, parando na famosa Efesus, ao sul de Istambul, onde está a casa de Nossa Senhora, a Virgem Maria, mãe de Jesus.

Os pontos imperdíveis ao visitar outras cidades são:

100_1473

– Kusadasi;

 

– Efesos, casa de Nossa Senhora;

– Muro de pedidos na casa onde a Virgem Maria supostamente viveu e morreu.

– Capadocia;

– Museu da civilização em Ankara, eleito um dos melhores acervos do mundo do povo Itita;

– Pamukalle, com formações das piscinas.

 

– Passeio de balão.

Passeio de balão. Imperdível!

 

273

Primeira imagem de São Jorge da Capadócia.

Anúncios

O OLHO É TURCO OU É GREGO?

Há, há, há!!! Nem um nem outro!

Depois que passei pela Turquia, Grécia e Egito e a febre desse olho chegou ao Brasil, comecei a me perguntar: O Olho é Grego ou Turco??

O que hoje é amuleto, artigo de decoração, acessório de moda, a maioria das pessoas não tem ideia do que se trata, ou o que significa.

O olho é Egípcio! A história começa em 3000 a.C. no Egito. Segundo a lenda egípcia, o Deus Horus teve seu olho arrancado e posteriormente recolocado por meio da magia. Por isso o olho tem o vigor e a magia como ideia e a imagem deste olho passou a ser usada.

Inclusive no antigo terminal do aeroporto Ataturk, em Istambul, existia um olho gigante suspenso na imigração que queria dizer que todos que ali passassem deixariam seus maus olhares ali e enregias.

O império turco dominou a Europa e África por muitos anos a Grécia especificamente por quase 400 anos e durou cerca de 625 anos assim os gregos eram proibidos de estudar e muitos são tornaram analfabetos.

Podemos comparar com o olho maçônico, que aparece em várias notas de dólar, e o terceiro olho de Buda, na Índia. O olho tem uma representação enorme em nossa sociedade.

Acredita-se que o mau olhado tem a cor azul; assim o olho de vidro na mesma cor seria eficaz e desviaria esse mau olhado.