Vacina febre amarela.

Conforme  a OMS, os Estados Unidos e a Europa não fazem exigência da vacina de febre amarela.

Outros países , como Austrália, Bolívia, Equador e África do Sul, já exigem a apresentação do certificado.

Confira lista de países que exigem certificado de vacina da febre amarela, segundo a OMS

Afeganistão

África do Sul

Albânia

Antígua e Barbuda

Angola

Anguilla

Antilhas Holandesas

Arábia Saudita

Argélia

Austrália

Bahamas

Bangladesh

Bahrain

Barbados

Belize

Benin

Bolívia

Botsuana

Brunei

Burkina Fasso

Burundi

Butão

Cabo Verde

Camboja

Camarões

Cazaquistão

Cingapura

Chade

China

Colômbia

Congo

Coreia do Sul

Costa Rica

Costa do Marfim

Djibouti

Dominica

Egito

Equador

Eritreia

El Salvador

Etiópia

Fiji

Filipinas

Gabão

Gâmbia

Gana

Guiné Equatorial

Granada

Guadalupe

Guatemala

Guiana Francesa

Guiné

Guiné-Bissau

Haiti

Honduras

Iêmen

Ilhas Maurício

Ilhas Reunião

Ilhas Salomão

Ilhas Seychelles

Índia

Indonésia

Irã

Iraque

Jamaica

Jordânia

Kiribati

Laos

Lesoto

Líbano

Libéria

Líbia

Madagáscar

Malaui

Malásia

Maldivas

Mali

Malta

Martinica

Mauritânia

México

Mianmar

Moçambique

Montserrat

Namíbia

Nauru

Nepal

Nova Caledônia

Nicarágua

Níger

Nigéria

Omã

Panamá

Papua-Nova Guiné

Paquistão

Paraguai

Quênia

Quirguistão

República Centro-Africana

República Democrática do Congo

Ruanda

São Cristóvão e Nevis

São Vicente e Granadinas

Saint-Barth

Saint Helena

Saint Martin

Samoa

Santa Lúcia

São Tomé e Príncipe

Senegal

Serra Leoa

Somália

Sri Lanka

Sudão

Suazilândia

Suriname

Tailândia

Tanzânia

Timor Leste

Togo

Trinidad e Tobago

Tunísia

Uganda

Venezuela

Vietnã

Zâmbia

Zimbábue

Anúncios

Casamentos no exterior.

 

Quero casar no exterior.

Casar em Las Vegas ou na Itália?

Segundo levantamento feito pela Abrefesta a entidade  que reúne as empresas de serviços para eventos, a indústria do casamento gira no Brasil   cerca de 15 bilhões de reais por ano, cerca de 1.1 milhão de casamentos por ano. Todos os anos a Expo Noivas feira especializada, fecha cerca de 300 milhões em negócios.

Uma indústria que não para de inovar e crescer.

Com muita atenção e vendo um potencial, outros países rapidamente abriram suas portas para esse mercado que já é uma realidade.

Entre os que oferecem vários tipos de casamentos podemos citar o Tahiti  e Ilhas Maldivas com suas lindas praias, Cancun no México, e a Itália entra com força nesta disputa seguida por Las Vegas nos USA esses últimos dois destinos com mais força  já que são lugares que possibilitam unir o útil ao agradável cerimonia e lua de mel no mesmo lugar e para os convidados umas férias junto aos noivos.

O custo de uma viagem para casal com uma cerimônia depende do que ela inclui.

Alguns sites oferecem online tudo que a noiva precisa de transporte até a cerimonia total com valor legal ou não, entre as mais solicitadas  a Tradicional com valor legal, renovação de votos indicada para casais que já se casaram há alguns anos e pretendem renovar seus votos. Cerimônia de Compromisso proporciona ao casal um momento simbólico porém sem valor legal.

E para isso o mais fácil é contratar um cerimonial no destino.

Algumas dicas são o   https://cerimoniallasvegas.com.br/   em Las Vegas onde o competente Jaime faz as boas vindas.

E o http://www.weddingwithaview.biz/ na Itália que faz a estimativa completa de um orçamento online.

A imagem pode conter: 1 pessoa, atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé

Esse foi meu casamento no Marrocos.

Polônia, da guerra ao Papa!

Com a aproximação da XXXI jornada mundial da Juventude, que acontecerá na Cracóvia em 25 de julho a 1 de agosto de 2016, a Polônia está mais ainda no foco do turismo, principalmente do religioso.

Por ser uma país com localização privilegiada, durante a guerra foi atacada por Russos e Alemães. Mesmo sendo quase toda destruída e com o maior número de mortos da guerra o país conseguiu preservar sua riqueza cultural e  existem 14 lugares reconhecidos pela UNESCO como patrimônio mundial e outros 54 como “Monumentos Históricos”.

LESTE 654

VARSÓVIA

Durante minha visita o guia me contou que antes dos nazistas destruírem a cidade, a população conseguiu retirar artigos como lustres, adornos, móveis e os enterraram para que não fossem destruídos, também tiveram o cuidado de esconder e desenhar plantas e desenhos das fachadas dos edifícios, para assim poderem reconstruir o que consideravam uma das mais lindas cidades do leste europeu.

Para visitar Varsóvia o transporte público é muito eficiente e barato, bondes, ônibus e metrô são muito bem distribuídos e servem os principais pontos turísticos da cidade, você pode pagar diretamente dentro do transporte ou nas máquinas, o ticket custa cerca de USD0,90 por uma viagem simples ou USD4,50 para o dia todo, existe também a opção de três dias por USD8,00.

Visitei alguns dos principais pontos turísticos comecei pela praça do mercado,  a cidade velha, a praça do castelo, e o gueto.

Essa viagem sem dúvida teve o ponto alto, a Cracóvia :

Mesmo com todos os bombardeios direcionados a Polônia, no fim da guerra a Cracóvia permaneceu vigorosa e charmosa com seus mais de mil anos de história, a cidade é linda e tem um ar de cidade chique do interior. As margens do rio Vistula, a grande maioria de seus habitantes (quase 200 mil) são estudantes já que ali existem 15 escolas superiores.

O centro histórico foi reconhecido e inscrito como  patrimônio mundial em 1978, seus pontos fortes são: os casarões, o Bairro judeu, o castelo de Wael e o famoso Santuário da Divina Misericórdia .

Nos arredores uma das mais fantásticas visitas  é a antiga mina de sal de Wielicza um lugar sem igual que possui até mesmo uma capela dentro.

É um país muito católico que fortaleceu o catolicismo como nenhum outro no mundo  ao longo papado de Karol Józef Wojtyla, o  Papa João Paulo II. Apenas em Cracóvia são cerca de 140 igrejas perdendo somente para Roma em número de igrejas.

Viajei até Wadowice a cidade natal do Papa João Paulo II  que está a 50 quilômetros de Cracóvia, onde visitei a casa onde ele morou, a igreja onde foi batizado, foi coroinha e rezou missas.  Muitas igrejas não têm bancos para que os fiés sentem, assim os abrigam e serem breves.

 

Pela manhã visitei a casa onde viveu o Papa João Paulo II hoje um museu, pela tarde fui ao campo de concentração Auchwitz.

Auchwitz é um dos lugares mais impressionantes que já visitei, a energia do lugar mostra a barbárie que ocorreu ali. Os prédios que abrigavam os presos eram enormes,  48 campos no complexo, o mais importante Auchwitz I onde funcionava o centro administrativo, o II de extermínio o III e mais 45 outros.

A visita mesmo sendo triste vale a pena para que tenhamos uma ideia do que aconteceu e para que nunca mais se repita.

LESTE 525

Entrada Auschwitz

LESTE 529

LESTE 537

Pontos de controle Auschwitz

LESTE 541

LESTE 554

Crematório Auschwitz

LESTE 538

Edifícios Auschwitz I

 

 

 

Dicas de viagem:

– Voos: Não existem voos diretos do Brasil a Polônia,  somente com conexões na Europa.

– Documentos: Não  é necessário visto para a Polônia a carteira de motorista do Brasil é aceita,  porém é recomendando que tenha uma internacional caso tenha algum problema.

– Seguro: não deixe de ter um seguro de viagem mesmo que os hospitais sejam todos de primeiro mundo, qualquer coisa particular pode custar muito caro.

– Energia elétrica: 220v. As tomadas são redondas, com pinos então leve seu adaptador.

– Língua: Polonês nas zonas turísticas o inglês é falado.

– Clima: de maio a outubro a temperatura é muito boa, sendo verão de muito calor de junho a agosto.

– Roupas: Durante o inverno, o frio nas principais cidades polonesas é bem rigoroso.

– Moeda: Zloty  quase mesmo valor do real perante ao Euro e para o Dólar.

Veja também no portal UAI

Polônia, da guerra ao Papa!

 

Turquia

Falar desse país fantástico e mágico é falar de história, crenças, comércio e fé.

Istambul, maior cidade da Turquia, a quinta maior do mundo, é a única cidade localizada em dois continentes, na Europa e Ásia ao mesmo tempo. É também conhecida como Constantinopla do Império Bizantino e tem uma população de 13 milhões de pessoas, predominando os muçulmanos. Uma região que abrange um território importante politicamente e geograficamente.

O Mar de Marmara e o Estreito de Bósforo, que leva ao mar Negro, são os pontos mais importantes na região.

Os pontos imperdíveis que você deve visitar em Istambul  são:

– Mesquita Azul;

100_1753

 

– Santa Sofia;

115 (2)

 

– Cisterna (onde estão as cabeças das medusas);

100_1807

100_1813

 

– Palácios Topikapi e Dolmabaçe;

– Torre de Galata;

– Praça Takisin;

– Mercado Especiarias;

– Grand Bazar;

DSC03563

Loja típica Grand Bazar.

 

– Estreito de Bósforo.

Bósforo.

 

A moeda local é a Lira Turca.

O que mais chama atenção é o número de minaretes espalhados pela cidade (as torres que chamam as pessoas para fazer as orações diárias, cinco vezes ao dia). Mesmo sendo de maioria muçulmana, Istambul é uma das cidades de maioria islâmica mais tranquila e cosmopolita.

As mulheres não sofrem qualquer tipo de assédio (como muitas me perguntam), porém os Turcos são machistas e galanteadores. Não se recomenda ouso de roupas cavadas, de alcinha e muito curtas, para não gerar polêmica. Nas visitas às mesquitas se exige roupas com mangas e calças, não sendo permitido roupas curtas como shorts e mini saias.

Quatrocentos e cinquenta quilômetros é a distância entre Istambul e a capital Ankara. O trajeto pode ser feito de avião ou de ônibus e você pode passar em algumas cidades como Pamukalle e Konia, parando na famosa Efesus, ao sul de Istambul, onde está a casa de Nossa Senhora, a Virgem Maria, mãe de Jesus.

Os pontos imperdíveis ao visitar outras cidades são:

100_1473

– Kusadasi;

 

– Efesos, casa de Nossa Senhora;

– Muro de pedidos na casa onde a Virgem Maria supostamente viveu e morreu.

– Capadocia;

– Museu da civilização em Ankara, eleito um dos melhores acervos do mundo do povo Itita;

– Pamukalle, com formações das piscinas.

 

– Passeio de balão.

Passeio de balão. Imperdível!

 

273

Primeira imagem de São Jorge da Capadócia.